Domingo, 31 de Dezembro de 2006
PONTO WII_EVENTO LÚDICO_PARIS 2006
wii_nintendo.jpg

No dia 25 de Dezembro de 2006 teve lugar o evento Ponto Wii realizado em Paris pelas 17 horas. Alguns gamers amigos experimentaram em conjunto as potencialidades da nova consola da Nintendo. A opinião geral foi muito positiva e as pessoas presentes ficaram fascinadas pelas potencialidades da experiência. A gamer Tui mostrou uma enorme destreza no bilhar, o gamer Bak na prova física geral, Rafgouv é barra no ténis e Loic no bowling. A Mouselin safou-se aceitavelmente bem no ténis e na prova física oscilou entre uma idade de 55 anos e uma outra de 72! 

A nova consola da Nintendo é uma poderosa “ferramenta” desportiva e implica o corpo físico do jogador a todos os níveis. Na versão/jogo Wii Sports podemos fazer partidas de ténis, baseball, boxe, etc., acompanhados por outros jogadores ou apenas em combate com um oponente virtual que pode ter mais ou menos experiência. O jogador através do Wiimote (comando para a mão direita ou esquerda que responde com inputs sonoros e tácteis aos movimentos do jogador) e do Nunchuck (ambos os comandos têm uma natureza ambidestra) manipula a raquete, o taco ou as próprias mãos do avatar no caso, por exemplo, do boxe. A experiência é bastante mais imersiva do que o habitual nas outras consolas e deixa o corpo próprio do jogador dorido e ginasticado ao fim de algumas horas de delírio lúdico. Adorei a versão ténis da Wii Sports, também apreciei bastante a experiência de boxe mas fiquei menos fã do basquetebol e do bowling. A grande aposta é tornar a consola num ginásio que potencia movimentos suaves mas bem coordenados e não tanto aplicar saques violentos e duros.

rayman.jpg

O jogo da Ubisoft para a Wii, Rayman and the Raving Rabbits, é uma dureza de provas rápidas e difíceis de acompanhar do ponto de vista físico. Vencer o bando de coelhos sádicos e eufóricos num número vasto de provas e obstáculos que requerem destreza e esforço dos braços e das pernas não é uma tarefa fácil. Os coelhos apresentam desafios tão variados como alinhar música e apanhar coisas ao mesmo tempo, saltar à corda para não levar com uma corrente, manter os animais roedores de cenouras trancados e atirar ventosas e objectos para os aniquilar. O ritmo é frenético e a experiência acaba certamente por contribuir para a massa muscular do jogador. A narrativa do jogo é cómica e bem ao estilo francês, desconstrutiva e engraçada. O design gráfico do jogo é bastante sólido e a banda sonora também.

zelda.jpg

Apreciei, no papel de voyer, o mundo enigmático e belo de Zelda, Twilight Princess e de Red Steel da Ubisoft, jogos que vou jogar quando comprar a minha Wii, uma consola que vale a pena.


7 comentários:
De António a 1 de Janeiro de 2007 às 21:00
Mas será isso que o utilizador deseja? Ou seja, exercitar o corpo, ao invés de, confortavelmente sentado no sofá, accionar comandos com um único dedo. A experiência não será tão só isso mesmo, experiência? Será para repetir, levando ao cansaço físico? Tenho dúvidas. Dá-nos o teu ponto de vista, Mouse.


De André Carita a 1 de Janeiro de 2007 às 21:19
viva mouse!
A nova Wii parece-me de facto excelente! Ainda não tive a oportunidade de a experimentar, mas não deverão faltar oportunidades. Contudo venho acrescentar uma informação a este teu artigo sobre determinadas experiências que amigos meus testemunharam e que parece já ter dado "pano para mangas" à Nintendo. A empresa recebeu inúmeras queixas de jogadores que a jogar determinados jogos como o de Bowling por exemplo, quando ao lançar a bola surgia a indicação de "release", atiravam literalmente o comando contra a consola, tendo algumas sido gravemente danificadas. De rir não? Mas quando em Portugal ainda existe uma grande maioria de utentes que pergunta como se ingere um preservativo, tenho receio que esta consola seja algo incompreendida não só na forma de jogar como no seu objectivo dentro do mercado (que como se sabe nunca deverá ser encarado como uma concorrência às consolas da Microsoft e da Sony).

Espero que essa passagem tenha sido boa! :)

Os meus cumprimentos
André Carita
http://pensarvideojogos.blogspot.com


De mouseland a 2 de Janeiro de 2007 às 12:55
Olá António e André,

Quanto ao jogador querer imobilidade ou o corpo em movimento penso que isso depende das situações e que a acção é ainda mais imersiva se implicar movimentos reais deste tipo. Não é só o boneco (avatar) no ecrã que se mexe mas nós também fazemos as mesmas provas. Falo por mim mas esta capacidade da Wii nos envolver desta forma agrada-me bastante pois permite de facto combater o sedentarismo actual e oferece experiências mais aliciantes do ponto de vista da percepção. Outro aspecto importante é a possibilidade destes jogos se jogarem socialmente, grupos de pessoas que se juntam para mostrarem as suas capacidades em "takes" rápidos, em que ninguém fica entediado pois há bastante rotatividade.

Uma proposta a ter em consideração em aspectos ligados tanto à pediatria como à geriatria, por exemplo.

Em relação aos acidentes de que fala o André penso que se tratam de acidentes provocados pela má utilização do wiimote, sem garantir que se agarra (aperta) este à volta do pulso convenientemente. Se esta situação for garantida será impossível lançar "a coisa" contra a TV. É claro que há uma tendência evidente para confundir o wiimote com a bola de bowling mas nada que não se vença com a prática, hehehe.

xxx mouse


De rafgouv a 3 de Janeiro de 2007 às 10:36
Só algumas precisões:

- o jogo Wii Sports contém uma prova de Baseball mas nenhuma de basquetebol :shock: :mrgreen:

- os problemas de arremesso da Wiimotte serão provavelmente remediados pela substituição da pulseira (recebí um mail da nintendo para trocar a pulseira inicial por outra mais resistente). Penso que estes problemas não se devem a uma "má utilização" da Wiimotte mas antes à imersão que esta suscita (e que implica pessoas que não são hardcore gamers e que têm tendência para jogar demasiado "literalmente"). Isto é, esses acidentes têm sido muito habilmente explorados pela Nintendo para pôr em evidência o carácter real (vs. virtual) e imersivo da experiência proposta.

- António: a questão que coloca é interessante e alguns prevêm já que quando o efeito hype tiver passado, a Wii será relegada ao sotão on se acumulam curiosidades efémeras como os Tamaguchis, o Rubik cube, etc., etc. Não sendo vidente, prefiro não me pronunciar sobre a questão (embora tenha a minha opinião: a Wii é complementar em relação a outras consolas como a XBox 360... já a posição da Sony PS3 me parece mais delicada embora ainda longe de estar condenada). Mas voltando à questão que coloca: não existe apenas UM jogador que gosta de jogos mais ou menos físicos... e a Wii arranca tanto com jogos muito físicos (Wii Sports, Rayman, Wii Play...) como com outros títulos capazes de cativarem os jogadores mais aguerridos (e provavelmente mais solitários). É o caso do maravilhoso Zelda Twilight Princess e de Red Steel que ainda só testei.

Excelente ano 2007 para todos!!


De mouseland a 3 de Janeiro de 2007 às 13:19
:cool: Hello Rafgouv,

Já alterei o basquetebol pelo baseball, :wink:. Entretanto ficamos à espera de alguns relatos dessas experiências com o "maravilhoso Zelda Twilight Princess" e com o Red Steel.

xxx mouse


De terangipai a 5 de Janeiro de 2007 às 12:24
Antes de mais: bom ano a todos e obrigada Mouse e Rafgouv pela oportunidade em participar no Ponto wii.
Adorei a experiencia!
Quanto à wii: compreensão imediata do que se está a jogar ( o que nem sempre acontece com outros jogos) por usar jogos já conhecidos de todos, nomeadamente os Sports. Qualquer um que não seja um gamer experiente pode começar a jogar com sucesso (desculpem a modéstia) e entusiasmar-se. Quanto ao esforço físico fornecido, mesmo se todo o corpo é solicitado a participar, não o acho muito relevante no caso do Sports: basta manejar a wwimote com alguma sensibilidade e dextreza e estar de pé. Ao contrário, o Raving Rabbits implica muita agilidade e rapidez de resposta, e.g. demonstração de Rafgouv.:wink:
Adorei jogar ao ténis, ao ping pong e ao snooker, que, como disse a mouselin: é poder jogar sem o inconveniente causado pelo espaço que ocupa uma mesa de snooker :smile:

xxo
tui


De mouseland a 5 de Janeiro de 2007 às 13:05
Hello Tui, :mrgreen::cool::wink:

Obrigado pelo relato que vem acrescentar alguns pontos interessantes ao debate sobre a nova consola da nintendo. A rapidez com que começamos a jogar, a rápida curva de aprendizagem, é de facto de salientar e ainda ontem um amigo me dizia que depois de jogar com a Wii estava a pensar comprar, pela primeira vez, uma consola.

Estou a ver que não ficaste com o corpinho todo dorido no dia seguinte, hehehe. Eu se calhar abusei mais nas primeiras investidas. O snooker porque dispensa a mesa é bastante prático, hehehehe.

xxx mouse


Comentar post

.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Março 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

31


.posts recentes

. EM SÃO PAULO, ENTRE OS RU...

. "THE LAST OF US", AMOR, L...

. QUE SORTE PODER VOLTAR A ...

. MEXICO DF UMA CIDADE ONDE...

. A MINHA SAGA COM O CANDY ...

. QUATRO FILMES A NÃO PERDE...

. PABLO ESCOBAR, O PATRÃO D...

. A MINHA FRUSTRAÇÃO COM O ...

. "THE WALKING DEAD" (GAME)...

. NUMA JANGADA DE POVOS IBÉ...

.arquivos

. Março 2014

. Dezembro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Maio 2012

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

.tags

. apostas

. arte e design

. artes e design

. cibercultura

. ciberfeminismo

. cibermemórias

. cinema

. colaborações

. divulgação

. enigmas

. entrevista

. exposições

. festas

. game art

. game art exposições

. gamers

. iconografias

. indústria de jogos

. interfaces

. jogos e violência

. livros sobre jogos

. mouse conf.

. mouse no obvious

. mouseland

. myspace

. pop_playlist_game

. portfólios

. script

. segredos

. séries tv

. teatro

. textos

. viagens

. viagens cinema

. todas as tags

.links
.participar

. participe neste blog

.MOUSELAND _ PATRÍCIA GOUVEIA
ARTES E JOGOS _ DIGITAIS E ANALÓGICOS
blogs SAPO
.subscrever feeds