Quarta-feira, 23 de Janeiro de 2008
“EXPIAÇÃO” E “I AM LEGEND”_DOSE DUPLA
atonement.jpg

Confesso que não resisto a um romance de época e ao cinema de Joe Wright de quem afinal só vi dois filmes, Orgulho e Preconceito (2005) e Expiação (2007). O escritor de Expiação, Ian McEwan, é um dos meus favoritos e o livro levou-me a apagar a luz às quatro da manhã numa madrugada em que tinha que me levantar às seis. Isto foi algures no ano de 2002 quando dava aulas na ESAD das Caldas da Rainha. O filme passado durante a segunda Grande Guerra segue o livro e contou com o envolvimento do escritor. A história visualmente tratada ganha outra dimensão pois o realizador aplicou descontinuidades narrativas e reconstruções de forma muito eficiente. Existem planos quase pirosos mas eu não resisto a tanta sensualidade. Há ali, tal como acontece em Orgulho e Preconceito, uma sensação carnal que me emociona imenso. A iluminação, o guarda-roupa e a banda sonora contribuem para arrepiar o corpo e estimular a pele. Não percam!

iamlegend.jpg 

Depois de Expiação, num dos meus programas favoritos que consiste numa sessão dupla de cinema, fui ver I Am Legend (2007) de Francis Lawrence, um filme algo moralista sobre uma epidemia viral que leva à evacuação da cidade de Nova Iorque. As imagens da cidade em decadência são boas, a representação de Will Smith e a caracterização dos monstros também mas no geral é um filme aceitável para ver em DVD num dia de estupidificação.
tags:


8 comentários:
De António a 24 de Janeiro de 2008 às 11:26
Ora até que enfim que encontramos o ponto de intersecção em matéria de autores! :mrgreen:Também considero o Ian McEwan um dos meus autores preferidos.:razz:Penso já ter lido quase toda a sua obra publicada em Português. Talvez o que mais me tocou tenha sido o "Sábado", mas admito que se deva a razões circunstanciais. Expiação é um magnífico romance, sem dúvida.
Ainda não vi o filme, mas confesso que vou algo desconfiado, sobretudo pela qualidade do romance, difícil de superar. E depois, aquela actriz...:???:
Mas depois de ler a tua apreciação já irei mais à vontade:mrgreen::mrgreen::mrgreen:


De mouseland a 24 de Janeiro de 2008 às 11:50
:mrgreen::mrgreen::mrgreen: Olá António,
Já leste o "Jardim de Cimento"? Foi o primeiro livro que li do Ian M. e vou reler um destes dias, tenho uma memoria estranhíssima desse livro mas lembro-me que na altura gostei imenso. Foi reeditado recentemente e já o tenho na nova edição. Depois "Amsterdam", "O inocente" ou "Sábado" deixam marcas, hehehe. Indeléveis!
Eu gosto da Keira Knightley...:oops: faz-me lembrar a Winona Rider... sei que é um estilo que para alguns é irritante mas para mim funciona. Acima de tudo é a possibilidade de rever aquela história. Vai ver a sério. xxx mouse



De mq a 25 de Janeiro de 2008 às 18:18
Olá mouse e antónio!
Concordo com a mouse, vai ver o filme e olha que a keira vai bem no papel e, mesmo que fosse mal, a intensidade da trama e os outros personagens são tão ricos que nem davamos por isso!...
Este romance deixa-nos a alma em sangue e o filme, em rigor, é bem fiel. O desfecho é a cereja em cima do bolo!
Mas o referido jardim de cimento ainda é mais duro, pois os sujeitos da narrativa são crianças/adolescentes numa situação realmente macabra!...Devo dizer: no geral, perturbador e incomodativo...
Acho que não há livro do Ian M. que não me faça sentir desconfortável e é por isso que eu tanto o aprecio, não consigo ficar indiferente.
xxx MK


De mq a 25 de Janeiro de 2008 às 18:26
Esqueci-me de dizer que a segunda escolha para a sessão dupla foi por mim incentivada e, a mouse e o mouse lá foram, depois da dose dura do expiação! :razz:! Porém, do ponto de vista do entretenimento o filme, que não tem história, funciona muito bem e os efeitos especiais são dignos de se ver! Confesso que na noite em que vi este filme tive insónias! :oops:
mais xxx MK


De mouseland a 25 de Janeiro de 2008 às 20:04
:mrgreen::mrgreen::mrgreen: hello Mk,

Pois o "jardim de cimento" é um livro duro de roer... tenho que refrescar a memória com uma releitura mas na altura adorei, foi há mais de vinte anos... que horror! Mudando de assunto: eu fartei-me de pensar como conseguiste ficar com insónias..? Aquele filme para mim foi o equivalente a um banho de espuma em matéria de susto... estou a brincar mas mais ou menos isso... e tenho uma piadinha mesmo gira sobre a minha compreensão do argumento :oops: :oops: Os efeitos especiais são bons e a cena da cadela também surte efeito mas no geral é Will Smith e paisagem de NY decadente. Estava à espera de algo mais creepy mas como o normal é ter insónias não te posso dizer se nesse dia fiquei ou não com uma :lol::razz: xxx mouse


De António a 27 de Janeiro de 2008 às 20:41
Mouse e Mq

Lá fui ontem ver Expiação. A primeira parte, que descreve toda a trama e drama, até aos momentos da guerra, esteve à altura do livro. Mas o resto... A Keira (que raio de nome) lá se foi safando. Mas o livro deu-me muito mais prazer, tenho de confessar.
Quanto ao "Jardim de cimento", não li. Por várias vezes peguei nele, nas livrarias, desfolhei-o, li partes e, pelo desconforto então criado, nunca tive coragem de o comprar. Talvez agora.


De mouseland a 28 de Janeiro de 2008 às 21:42
:mrgreen::mrgreen::mrgreen: Olá António,

Ah! ainda bem que gostaste do filme mesmo que não tanto como o livro... uma amiga hoje dizia-me que o tinha achado demasiado perfeitinho, aquilo que eu devo chamar piroso... talvez, mas que não tinha ficado convencida. No fundo apreciara rever a história do livro. Penso que esse efeito é já bastante bom mas... xxx mouse


De mq a 30 de Janeiro de 2008 às 19:22
Olá António!
Eu empresto-te o livro, mas é isso mesmo, o desconforto é total, do princípio ao fim, mas um dos teus autores preferidos, o Coetzee também não fica atrás, por isso, vais aguentar!
:lol:
MK


Comentar post

.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Março 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

31


.posts recentes

. EM SÃO PAULO, ENTRE OS RU...

. "THE LAST OF US", AMOR, L...

. QUE SORTE PODER VOLTAR A ...

. MEXICO DF UMA CIDADE ONDE...

. A MINHA SAGA COM O CANDY ...

. QUATRO FILMES A NÃO PERDE...

. PABLO ESCOBAR, O PATRÃO D...

. A MINHA FRUSTRAÇÃO COM O ...

. "THE WALKING DEAD" (GAME)...

. NUMA JANGADA DE POVOS IBÉ...

.arquivos

. Março 2014

. Dezembro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Maio 2012

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

.tags

. apostas

. arte e design

. artes e design

. cibercultura

. ciberfeminismo

. cibermemórias

. cinema

. colaborações

. divulgação

. enigmas

. entrevista

. exposições

. festas

. game art

. game art exposições

. gamers

. iconografias

. indústria de jogos

. interfaces

. jogos e violência

. livros sobre jogos

. mouse conf.

. mouse no obvious

. mouseland

. myspace

. pop_playlist_game

. portfólios

. script

. segredos

. séries tv

. teatro

. textos

. viagens

. viagens cinema

. todas as tags

.links
.participar

. participe neste blog

.MOUSELAND _ PATRÍCIA GOUVEIA
ARTES E JOGOS _ DIGITAIS E ANALÓGICOS
blogs SAPO
.subscrever feeds