Domingo, 6 de Abril de 2008
MOUSE NO BLOG OBVIOUS, UM OLHAR MAIS DEMORADO_1
obvious_08.jpg

hotfuzz.jpg

Mais dois textos escritos pela mouse estão a circular no blog obvious, um olhar mais demorado. São textos sobre dois filmes disponíveis em DVD. O primeiro, Hot Fuzz, é uma comédia, uma hilariante história de polícias criada em Inglaterra. O filme conta as peripécias de um agente da polícia londrina que é afastado da cidade onde vive por ser demasiado bom no exercício do seu trabalho. A sua excelência põe em causa a avaliação dos seus colegas. Podem ler o resto do texto aqui.

O segundo, é sobre o filme The Lovers do realizador de Hong Kong Tsui Hark (1994) conta a história de dois adolescentes que se apaixonam num colégio interno na China. Os “amantes borboleta” é uma história popular considerada como o Romeu e Julieta chinês, uma lenda que existe em várias versões, isto é, o seu enredo já foi usado em ópera, concertos e filmes e é uma narrativa poderosa que passa de romance ligeiro a melodrama fantástico. Os primeiros escritos sobre o tema dos “amantes borboleta” remontam, na China, ao século IX. Podem ler o resto do texto aqui.

thelovers.jpg


2 comentários:
De mouseland a 7 de Abril de 2008 às 00:27
:mrgreen::mrgreen::mrgreen: Devo a Rafgouv o empréstimo destes filmes em DVD. Thanks! Gostei muito.


De mouseland a 11 de Abril de 2008 às 13:44
:mrgreen::mrgreen::mrgreen:

SOBRE "HOT FUZZ" NO OBVIOUS:

"Simon Pegg, meu herói do Big Train".
sao em 23 de março de 2008 às 16h19

"Um filme divertido. Uma sátira, bem conseguida, ao cinema americano de acção. A ver."
migalha em 11 de abril de 2008 às 11h17

SOBRE OS "THE LOVERS" NO OBVIOUS:

"gostei bastante deste filme, um pouco naif mas intenso. em relação à suposta homosexualidade patente na lenda seria muito curioso conhecer bem a história original para se perceber melhor a intensidade da relação entre os personagens principais. aquilo que o filme retrata muito bem são os inevitáveis estratos sociais, sempre presentes em todas as sociedades humanas. o flagelo do costume..."
migalha em 7 de abril de 2008 às 17h39

"Obrigada Migalha. Concordo que no início o filme é algo naif, parece mesmo cómico mas depois avança num crescendo. xxx mouse"
mouse em 7 de abril de 2008 às 22h22

"Oi Migalha! Bons ventos!
Quanto à temática do travesti, penso que surge na lenda um pouco como nas comédias de Shakespeare ou de Marivaux: mais do que alusão à homosexualidade, é uma forma de contornar alguns tábus na representação do sexo heterosexual. Conheço mal a tradição literária asiática, mas na ocidental (e sobretudo no teatro) os quiproquos ligados à identidade sexual das personagens e à construção dessa mesma identidade são bem frequentes. É o nosso olhar contemporâneo que nos leva a ver na história uma espécie de irreverência activista "gay".
Por outro lado, é patente que a 1a parte do filme se refere também a comédias americanas como Sylvia Scarlett de G. Cukor (com Katherine Hepburn no papel do falso rapazinho), de 1935. Eu diria que a força do filme de Hark é precisamente a de filmar toda a intriga como se fosse a 1a vez (daí a tal impressão de ingenuidade), sem cair no pastiche irónico, sem medo de acreditar na lenda que conta.

Para uma faceta bastante diferente da obra de Hark, aconselho o mais vivamente possível: The Blade (para uma edição francesa tão luxuosa quanto a de The Lovers: http://www.amazon.fr/Blade-Collector-limit%C3%A9e-inclus-postales/dp/B000F8ZN1S/ref=sr_1_3?ie=UTF8&s=dvd&qid=1207657948&sr=8-3 )"
rafgouv em 8 de abril de 2008 às 13h34

"Hello rafgouv, Adorei essa recordação da Katherine Hepburn em versão "mista" a parodiar a noção de género e a forma como enquadras o cinema americano no âmbito da obra deste realizador asiático. Obrigada! xxx mouse"
mouse em 8 de abril de 2008 às 17h52


Comentar post

.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Março 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

31


.posts recentes

. EM SÃO PAULO, ENTRE OS RU...

. "THE LAST OF US", AMOR, L...

. QUE SORTE PODER VOLTAR A ...

. MEXICO DF UMA CIDADE ONDE...

. A MINHA SAGA COM O CANDY ...

. QUATRO FILMES A NÃO PERDE...

. PABLO ESCOBAR, O PATRÃO D...

. A MINHA FRUSTRAÇÃO COM O ...

. "THE WALKING DEAD" (GAME)...

. NUMA JANGADA DE POVOS IBÉ...

.arquivos

. Março 2014

. Dezembro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Maio 2012

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

.tags

. apostas

. arte e design

. artes e design

. cibercultura

. ciberfeminismo

. cibermemórias

. cinema

. colaborações

. divulgação

. enigmas

. entrevista

. exposições

. festas

. game art

. game art exposições

. gamers

. iconografias

. indústria de jogos

. interfaces

. jogos e violência

. livros sobre jogos

. mouse conf.

. mouse no obvious

. mouseland

. myspace

. pop_playlist_game

. portfólios

. script

. segredos

. séries tv

. teatro

. textos

. viagens

. viagens cinema

. todas as tags

.links
.participar

. participe neste blog

.MOUSELAND _ PATRÍCIA GOUVEIA
ARTES E JOGOS _ DIGITAIS E ANALÓGICOS
blogs SAPO
.subscrever feeds