Segunda-feira, 19 de Maio de 2008
JUAN LUÍS CEBRIÁN E A CONCENTRAÇÃO DOS MEIOS DE COMUNICAÇÃO
juan_luis_cebrian.jpg

el_pais.jpg

Na última quinta-feira, dia 15 de Maio, ouvi, na Universidade Lusófona de Lisboa, Juan Luís Cebrián, fundador do jornal El País e Vice-Presidente do Grupo Prisa (que detém a Media Capital, empresa dona da TVI). A conferência foi sobre o tema "A Economia dos Media em Portugal e Espanha Hoje" e abordou algumas questões relacionadas com a democracia participativa, gerada através dos media interactivos (blogues, jornais digitais e plataformas emergentes na rede) versus democracia representativa (jornalistas e mediadores culturais e políticos). Assim, Juan Luís Cebrián considerou bastante inquietante o desaparecimento dos mediadores pela imposição de uma cultura do “boato” e do tempo real “sem filtros”. A mudança do paradigma centralizado para um paradigma descentralizado participativo altera o espaço comunicacional gerando uma confusão entre publicidade e informação, verdade e mentira, facto e ficção. Segundo Cebrián, é necessário reinventar o papel do jornalista como “controlador”, mediador de conteúdos legitimados pela interpretação técnica da realidade, ou seja, pela validação das fontes e pelo registo rigoroso da matéria jornalística. Neste contexto, seria importante gerar uma política da validação dos conteúdos e não tanto centralizar os mesmos no chamado “jornalista-multimédia”, ou seja, aquele que escreve para vários suportes sem ter grande consciência do seu público-alvo. 

O fundador do jornal El País traçou um quadro curioso sobre a economia global alertando para a necessidade de Espanha pensar nos países da América do Sul, onde o grupo Prisa está bem implementado, e de Portugal pensar no enquadramento de países como o Brasil, Angola e outros falantes de língua portuguesa. A língua está no centro dos mercados globais e é essa audiência global que oferece "desafios formidáveis aos países menos poderosos, ou menos desenvolvidos", frase citada no DN on-line de 16.05.08. Para o autor espanhol os problemas vão surgir essencialmente para os órgãos de comunicação demasiado grandes para ficarem estritamente num enquadramento local e ainda pequenos para se instalarem em termos globais. De acordo com Cebrián, os jornais serão um fenómeno do passado e se hoje fizesse o El País não seria em papel.

Juan Luís Cebrián fez uma curiosa crítica à separação recorrente na península ibérica entre as humanidades e tecnologias ou ciências experimentais e felicitou a Universidade Lusófona, de humanidades e tecnologias, pela criação de um lugar onde ambas as áreas convergem. A comunicação de Juan Luís Cebrián foi apresentada e comentada por António José Teixeira, Subdirector de Informação da SIC e Director da SIC Notícias e por José Bragança de Miranda, escritor, crítico e professor da Universidade Nova e Lusófona, ambas em Lisboa. Mais informações: aqui, aqui e aqui.


.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Março 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

31


.posts recentes

. EM SÃO PAULO, ENTRE OS RU...

. "THE LAST OF US", AMOR, L...

. QUE SORTE PODER VOLTAR A ...

. MEXICO DF UMA CIDADE ONDE...

. A MINHA SAGA COM O CANDY ...

. QUATRO FILMES A NÃO PERDE...

. PABLO ESCOBAR, O PATRÃO D...

. A MINHA FRUSTRAÇÃO COM O ...

. "THE WALKING DEAD" (GAME)...

. NUMA JANGADA DE POVOS IBÉ...

.arquivos

. Março 2014

. Dezembro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Maio 2012

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

.tags

. apostas

. arte e design

. artes e design

. cibercultura

. ciberfeminismo

. cibermemórias

. cinema

. colaborações

. divulgação

. enigmas

. entrevista

. exposições

. festas

. game art

. game art exposições

. gamers

. iconografias

. indústria de jogos

. interfaces

. jogos e violência

. livros sobre jogos

. mouse conf.

. mouse no obvious

. mouseland

. myspace

. pop_playlist_game

. portfólios

. script

. segredos

. séries tv

. teatro

. textos

. viagens

. viagens cinema

. todas as tags

.links
.participar

. participe neste blog

.MOUSELAND _ PATRÍCIA GOUVEIA
ARTES E JOGOS _ DIGITAIS E ANALÓGICOS
blogs SAPO
.subscrever feeds