Terça-feira, 16 de Setembro de 2008
UM QUARTO COM VISTA SOBRE O RIO LAWRENCE
tadoussac_vista.jpg

tadoussac_vista_1.jpg

A pedido dos leitores mais assíduos aqui deixo mais um registo da viagem ao Canadá. De Montreal seguimos directos até Tadoussac, berço da Nova França. Debaixo de um temporal, o único dia em que o tempo nos atraiçoou um bocado, percorremos a distância que separa Montreal de Tadoussac em aproximadamente 5 horas. Partimos por volta do meio-dia e chegámos ao final da tarde sem lugar marcado para essa noite. Tínhamos uma reserva não confirmada que logo se revelou inexistente, de forma que fomos parar ao turismo à espera de encontrar algum sítio ainda disponível para passarmos a noite. Aqui, fomos surpreendidos por um acolhimento simpático e profissional que nos disponibilizou alguns lugares ainda disponíveis para pernoitar. Logo começa a aventura, tínhamos duas hipóteses, um quarto sem televisão ou “uma experiência” (sic.). Ora, dado que a senhora, que antes tinha afirmado não poder tecer comentários sobre os sítios disponíveis, se entusiasmou bastante com um lugar a que chamou uma “experiência” não hesitámos em telefonar a reservar este alojamento. Qual não foi o nosso espanto quando lá chegámos. Em primeiro lugar, não éramos os únicos que ali íamos ver o mesmo retiro. Depois, é indescritível o que nos apresentaram como “experiência”, um quarto sem janelas que nos tinha sido vendido quase como uma varanda sobre os Fiordes…! Ou estaríamos nós a sonhar dado o adiantado da hora e o cansaço da viagem? A verdade é que aqueles almofadões farfalhudos e a cama cheia de peluches não nos seduziu minimamente e educadamente saímos em retirada. Penso que o Honda de aluguer novinho em folha era um lugar mais apetecível para dormir…

tadoussac_hotel.jpg

tadoussac.jpg

Ainda fizemos mais uma tentativa para ficar a dormir em Tadoussac. Desta vez deparámos com uma descrição do tipo: “um quarto só para dormir muito asseado e competente”. Quando perguntei, despreocupadamente, se poderia espreitar o mesmo o senhor, muito solene, disse imediatamente que era impossível. Olhámos um para o outro e fugimos em retirada mais uma vez convencidos que aquela Vila pequena era bonita mas demasiado turística para as nossas aspirações. Famílias de lancheira em todo o lado, miúdos ranhosos aos saltos e turistas de mochila que ficavam por ali a preços elevados e sem condições. Não era para nós. Podíamos apanhar o barco para ver as baleias noutros pontos e infelizmente não tínhamos feito uma reserva três ou quatro anos antes no Hotel New Hamphire (1984), ou seja, o Hotel de Tadoussac, o mais bonito da região. Em Tadoussac a única saída airosa é pagar uma fortuna e ficar aí alojado ou então experimentar o Hotel Restaurant Georges, onde começámos por fazer a reserva mas que estava esgotado há três meses, segundo nos disseram na recepção. Nesta fase já tínhamos percebido a oscilação constante de preços no Québec, até aqui a única zona que conhecíamos no Canadá. Esta oscilação, tanto se verifica em matéria de alojamento, como no aluguer de carros mas também na aquisição de bilhetes de comboio. O mesmo quarto pode, por exemplo, custar três vezes mais de acordo com a procura (aconteceu-nos em Montreal e foi aí que descobrimos as vantagens da marcação on-line). O preço do aluguer de um carro depende do vendedor, do dia e da disponibilidade de viaturas. Os bilhetes de comboio têm normalmente 30% de desconto, isto com uma antecedência de três dias, mas se no dia pretendido o comboio estiver cheio nada feito!

tadoussac_motel.jpg

tadoussac_cayaques.jpg

Contentes, apesar de tudo, principalmente por não termos sucumbido à doença do turista desesperado, pegámos no carro e passámos de Ferry para o outro lado dispostos a dormir num Motel com vista sobre o Saint Lawrence River. Depois de várias tentativas lá arranjámos uma varanda com vista e entusiasmados, mas exaustos, caímos na cama na expectativa de ver baleias no dia seguinte.
tags:


4 comentários:
De mouseland a 17 de Setembro de 2008 às 13:00
:mrgreen::mrgreen::mrgreen: Estou com alguma vontade de rever o filme. xxx mouse


De rafgouv a 17 de Setembro de 2008 às 16:02
O livro é muito melhor do que o filme... :razz:


De rafgouv a 17 de Setembro de 2008 às 10:44
O Hotel New Hampshire é a minha única recordação da Tadoussac além da travessia do rio. É com imenso regozijo que constato que não mudou nada... É o décor do libidinoso livro de John Irving e poderia ser tb o de Shinning... That's America!!!


De mouseland a 18 de Setembro de 2008 às 12:49
:mrgreen::mrgreen::mrgreen: Se calhar vou ler antes o livro então :wink: xxx mouse


Comentar post

.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Março 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

31


.posts recentes

. EM SÃO PAULO, ENTRE OS RU...

. "THE LAST OF US", AMOR, L...

. QUE SORTE PODER VOLTAR A ...

. MEXICO DF UMA CIDADE ONDE...

. A MINHA SAGA COM O CANDY ...

. QUATRO FILMES A NÃO PERDE...

. PABLO ESCOBAR, O PATRÃO D...

. A MINHA FRUSTRAÇÃO COM O ...

. "THE WALKING DEAD" (GAME)...

. NUMA JANGADA DE POVOS IBÉ...

.arquivos

. Março 2014

. Dezembro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Maio 2012

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

.tags

. apostas

. arte e design

. artes e design

. cibercultura

. ciberfeminismo

. cibermemórias

. cinema

. colaborações

. divulgação

. enigmas

. entrevista

. exposições

. festas

. game art

. game art exposições

. gamers

. iconografias

. indústria de jogos

. interfaces

. jogos e violência

. livros sobre jogos

. mouse conf.

. mouse no obvious

. mouseland

. myspace

. pop_playlist_game

. portfólios

. script

. segredos

. séries tv

. teatro

. textos

. viagens

. viagens cinema

. todas as tags

.links
.participar

. participe neste blog

.MOUSELAND _ PATRÍCIA GOUVEIA
ARTES E JOGOS _ DIGITAIS E ANALÓGICOS
blogs SAPO
.subscrever feeds