Segunda-feira, 8 de Junho de 2009
ENTRE OS “ANJOS E OS DEMÓNIOS”
anjos_demonios_2.jpg

anjos_demonios.jpg

anjos_demonios_1.jpg

anjos_demonios_3.jpg

A semana passada fui ver o filme Anjos e Demónios (Ron Howard, 2009) e como não tinha expectativas nenhumas em relação ao mesmo até tive uma boa surpresa. Ao contrário do Código Da Vinci (Ron Howard, 2006), também a partir de um livro de Dan Brown, este filme mergulha-nos no interior do Vaticano num misto de videojogo onde o espectador segue as pistas do protagonista e as suas estratégias em tempo-real. Assim, seguimos o simbologista Robert Langton (um balofo Tom Hanks), professor em Harvard e chamado ao Vaticano para resolver o mistério dos quatro cardeais desaparecidos, numa rota pela cidade de Roma. Neste contexto, podemos considerar que esta produção cinematográfica é também um documentário turístico sobre a capital Italiana onde os ex libris da cidade se vão apresentando de forma imersiva, achei particularmente interessante a cena na Praça Navona, onde se transmite aquela penumbra dos bares e esplanadas que tanto contrasta com a luminosidade da fonte.

Neste ambiente o “texto” do filme vai-se desenrolando numa história de detectives, cheia de encriptações e numerologia bem ao sabor dos tempos actuais, que nos propõe uma reflexão simplificada sobre as complexas relações entre ciência, tecnologia e religião. Entretenimento puro recheado de uma narrativa histórica bastante baralhada mas consistente onde somos introduzidos à suspeita de um assassinato papal e ao universo dos 4 sucessores desaparecidos. Com Langton, andamos a deambular por Roma, somos levados a seguir as pistas que os Illuminati prepararam a partir dos quatros elementos da ciência: terra, ar, fogo e água. Com Vittoria Vetra, representada pela actriz israelita Ayelet Zurer, vimo-nos projectados no interior do CERN e levados a reflectir sobre a problemática da simulação da partícula de Deus, Bóson de Higgis. Quem no interior do Vaticano planeou e mandou assassinar o papa? Quem “projectou” matar os seus eventuais sucessores? A polícia suíça? Será que o Camerlengo Patrick McKenna (um convincente Ewan McGregor) está a dizer a verdade? Uma viagem cheia de acção onde a narrativa tem a virtude de construir uma possível ficção histórica.


8 comentários:
De fosquinhas a 9 de Junho de 2009 às 13:35
Dizem que os livros de Dan Brown contribuem para a estonteante tontice do mundo moderno mas eu ca digo que é a penumbra das esplanadas que nos encadeia.
Haja luz!


De Màriù a 9 de Junho de 2009 às 17:25
Oh seu catrapisco, essa penumbra tem, como todos os textos aqui vinculados e os discursos de Obama, uma clareza meridiana!


De fosquinhas a 10 de Junho de 2009 às 08:15
Como teria dito Mestre Duns Scotus, os meridianos imersivos das estratégias de tempo-real fundem-se com as constelações papais e propiciam o eclipse temporario e ludico dos pontos cardinais e das 7 colinas da arquitectura urbana da milenar Roma, aqui investida de forma turistica e implicadamente contemporânea pela câmara consistente do gênio cenourinha Ron Howard, propiciando a consistência do desaparecimento dos cardeais, esvaidos por entre os 4 elementos da ciência.


De fosquinhas a 10 de Junho de 2009 às 08:21
O perigo de uma pelicula tão imersiva como esta é mesmo adormecer você.


De mouseland a 11 de Junho de 2009 às 23:39
:mrgreen::mrgreen::mrgreen: Cara(o) Màriù, agradeço o texto do MS no DN que gostei bastante de ler e que me fez pensar no problema levantado pelos resultados eleitorais recentes. Uma clareza meridiana que tanto faz falta "à velha Europa" mais ainda quando resultados recentes do FMI são mais optimistas. xxx mouse


De fosquinhas a 12 de Junho de 2009 às 08:13
Temos o dever de reiterar que o FMI, como Soares, é conhecido pelas suas avassaladoras visões proféticas !


De migalha a 15 de Junho de 2009 às 12:09
Eu cá nada percebo de meridianos, constelações ou papas, a não ser as da Cerelac! O que sei é que o livro do Dan Brown, Código da Vinci , aliás tal como o filme, é muito mau. Com base nesse pressuposto fui ver com alguma relutância este outro blockbuster, Anjos e Demónios. E, para ser sincero, até gostei, dentro do género de acção e entretenimento puro. É consistente e cuidadoso quer na narrativa quer nos detalhes, à excepção da cena final do helicóptero que é muito disparatada. O único senão em todo o filme é o canastrão do Tom Hanks que já não se aguenta.


De mouseland a 15 de Junho de 2009 às 19:22
:mrgreen::mrgreen::mrgreen: Olá Migalha! Obrigada pelo comentário com o qual concordo inteiramente (helicóptero e Tom Hanks são pontos fracos!). xxx mouse


Comentar post

.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Março 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

31


.posts recentes

. EM SÃO PAULO, ENTRE OS RU...

. "THE LAST OF US", AMOR, L...

. QUE SORTE PODER VOLTAR A ...

. MEXICO DF UMA CIDADE ONDE...

. A MINHA SAGA COM O CANDY ...

. QUATRO FILMES A NÃO PERDE...

. PABLO ESCOBAR, O PATRÃO D...

. A MINHA FRUSTRAÇÃO COM O ...

. "THE WALKING DEAD" (GAME)...

. NUMA JANGADA DE POVOS IBÉ...

.arquivos

. Março 2014

. Dezembro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Maio 2012

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

.tags

. apostas

. arte e design

. artes e design

. cibercultura

. ciberfeminismo

. cibermemórias

. cinema

. colaborações

. divulgação

. enigmas

. entrevista

. exposições

. festas

. game art

. game art exposições

. gamers

. iconografias

. indústria de jogos

. interfaces

. jogos e violência

. livros sobre jogos

. mouse conf.

. mouse no obvious

. mouseland

. myspace

. pop_playlist_game

. portfólios

. script

. segredos

. séries tv

. teatro

. textos

. viagens

. viagens cinema

. todas as tags

.links
.participar

. participe neste blog

.MOUSELAND _ PATRÍCIA GOUVEIA
ARTES E JOGOS _ DIGITAIS E ANALÓGICOS
blogs SAPO
.subscrever feeds