Domingo, 9 de Dezembro de 2007
PROMESSAS PERIGOSAS
easternpromises1.jpg

easternpromises.jpg

Para mim um dos três maiores realizadores vivos, David Cronenberg. Mais um filme excelente do mestre! Promessas Perigosas ou Eastern Promises (2007) conta a história de Nikolai (Viggo Mortensen), de Anna (Naomi Watts) e de mais um punhado de personagens que se vêem envolvidas num enredo sobre a máfia russa em Londres. Tudo começa no hospital, lugar onde simultaneamente se dá uma vida (a do bebé) e se aceita a morte (da mãe). Depois, as entidades humanas abstractas (a criança e a mãe) ganham nome (Christine e Tatiana) e acabam por dar azo a um conjunto de encontros inesperados e improváveis. Caminhos que se cruzam e que vão escrevendo na carne os movimentos e as deambulações por que passam.

O corpo tatuado pelos códigos da sinalética do ritual de passagem do guerreiro da máfia russa (Nikolai) serve como porta de entrada (get in) no interior da “seita”. Cavalo de Tróia que se infiltra através das suas insígnias e estrelas no meio de uma família psicótica e dramática. Família esta, que se esconde através de um aparato tradicional mas que logo se revela demoníaca. No restaurante, desde o violino das crianças aos pratos de culinária tudo parece respeitável e legítimo, tudo é convencional e limpo. Na casa de alterne os corpos das prostitutas (limpos, segundo o seu próprio "coveiro", de qualquer patologia ou doença venérea) escondem outra maldição: já estão marcados pela apatia e pelo esquecimento potenciado pela heroína e pela ausência de liberdade. O conjunto de insígnias e estrelas, que podem ser interpretadas e descodificadas no sentido de uma tradução da vida do eleito na seita familiar, contrasta com a limpeza aparente desta carne branca, degradada pela falta de dignidade. Corpos anónimos que escrevem diários que precisam de ser traduzidos, sem encriptações. O diário de Tatiana: uma pessoa normal que com catorze anos apenas gostava de conhecer o mundo para lá da sua vila.
tags:


9 comentários:
De margarida a 9 de Dezembro de 2007 às 23:17
maravilhosa coreografia, a cena da sauna é um espanto. naomi, viggo e vincent, três actores fabulosos. no entanto, o final, com viggo a jogar o cordão de contas, sentado no restaurante, não me convence em pleno. quando nos adentramos no coração de gelo do principe russo cessa a narrativa?... temos sequela?:mrgreen::lol: quando quiseres combinamos para eu te dar o new screen media. xx daisy.


De mouseland a 9 de Dezembro de 2007 às 23:52
Olá Daisy, :mrgreen::mrgreen::mrgreen:

Pois a cena da sauna é muito forte. Aquela dança de murros e facadas com o culminar no olhinho... hehehe. Eu demorei a perceber a história das estrelas e o que implicava a gravação destas no corpo do Nikolai mas em relação ao tio sempre soube que ele era da "velha escola" (old school).

xxx mouse


De rafgouv a 10 de Dezembro de 2007 às 10:23
:mrgreen: :mrgreen:
Eu já estava a ficar desiludido por não ver aqui desembarcar a chuva dos superlativos para este filme que quanto a mim é de uma abissal mediocridade...
É certo que Cronenberg é um realizador (muito) importante e que reconhecemos aqui alguns dos seus "estigmas" (cicatrizes, tatuagens...); é certo também que cria em "Eastern Promises" um autêntico universo - uma Londres crepuscular e pós-dickensiana corroída pela pobreza económica e pela pobreza "moral", as duas faces de uma mesma moeda; é certo ainda que "Eastern Promises" contém algumas impressionantes performances de actores (Mortensen, Mueller-Stahler...).

Por outro lado, já muito se glosou sobre a pobreza franciscana da intriga e de um argumento cheio de rodriguinhos melodramáticos e de estéreotipos ("ciganões", "escravas brancas"...). Esse era já o caso de "A History of Violence", filme de que gostei. O que me desagrada profundamente em "Eastern Promises" é a forma pesadona com que Cronenberg cruza aqui os seus temas de predilecção, e em particular o poder libidinoso da violência (as tatuagens e escarificações - a virilidade - de Mortensen dotam-no de um magnetismo cuja ambivalência - sexual e moral - nos é histericamente gesticulada) e a


De rafgouv a 10 de Dezembro de 2007 às 10:46
Continuação

O que me desagrada profundamente em “Eastern Promises” é a forma pesadona com que Cronenberg cruza aqui os seus temas de predilecção, e em particular o poder libidinoso da violência (as tatuagens e escarificações - a virilidade - de Mortensen dotam-no de um magnetismo cuja ambivalência - sexual e moral - nos é histericamente gesticulada) e a herança biogenética (paternidade, fraternidade...), com uma história cujas implicações sócio-políticas (emigração, segregação cultural, proletariado do século XXI, condição feminina, cumplicidade entre mafias e "sistema") parecem saídas das páginas sensacionalistas das Selecções do Readers Digest.

Na minha modestissima opinião basta ver a cena grotesca em que Vincent Cassel se prepara para abandonar o bebé às águas do Tamisa para nos apercebermos que há algo de totalmente "avariado" no reino de Cronenberg... :roll:


De mouseland a 10 de Dezembro de 2007 às 16:21
:mrgreen::mrgreen::mrgreen: Penso que o reino de Cronenberg sempre esteve avariado, nada de novo neste filme sobre esse aspecto. O argumento achei bastante consistente, hehehehe. xxx mouse


De margarida a 10 de Dezembro de 2007 às 22:21
apesar de tudo continuo a achar que faz falta o terceiro acto:smile: xx daisy


De mouseland a 12 de Dezembro de 2007 às 15:24
:mrgreen::mrgreen::mrgreen: ah Daisy, eu adoro sagas ou não seriam as séries televisivas um dos "lugares" mais interessantes da experimentação actual. Quem me dera que o mestre assinasse uma série, hehehe:wink:. xxx mouse


De mq a 19 de Dezembro de 2007 às 22:44
Olá Pat!
Não posso concordar mais com o raf.
Este filme tem uma história completamente previsível, está cheia de estereótipos e divide o mundo em dois tipos (os bons e os maus da fita) e tem crueldade gratuita e explícita (todas as cenas de facas com jorros de sangue em catadupa...) que não acrescentam nada ao desenrolar do argumento.
O detalhe melhor é que é sempre com facas, não há armas de fogo.
O melhor do filme, já vocês comentaram: a dança da sauna, sendo que vale pelo físico e pela força porque a cena em si, já nós a antevíamos!...
O pior, tb já foi comentado: a cena do bébé que não convence ninguém...
Enfim, um filme sem surpresas.
Bj
MK


De mouseland a 20 de Dezembro de 2007 às 13:29
:???::sad::???::mrgreen: Ohh também não gostaste deste documento do mestre... oh... xxx mouse


Comentar post

.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Março 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

31


.posts recentes

. EM SÃO PAULO, ENTRE OS RU...

. "THE LAST OF US", AMOR, L...

. QUE SORTE PODER VOLTAR A ...

. MEXICO DF UMA CIDADE ONDE...

. A MINHA SAGA COM O CANDY ...

. QUATRO FILMES A NÃO PERDE...

. PABLO ESCOBAR, O PATRÃO D...

. A MINHA FRUSTRAÇÃO COM O ...

. "THE WALKING DEAD" (GAME)...

. NUMA JANGADA DE POVOS IBÉ...

.arquivos

. Março 2014

. Dezembro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Maio 2012

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

.tags

. apostas

. arte e design

. artes e design

. cibercultura

. ciberfeminismo

. cibermemórias

. cinema

. colaborações

. divulgação

. enigmas

. entrevista

. exposições

. festas

. game art

. game art exposições

. gamers

. iconografias

. indústria de jogos

. interfaces

. jogos e violência

. livros sobre jogos

. mouse conf.

. mouse no obvious

. mouseland

. myspace

. pop_playlist_game

. portfólios

. script

. segredos

. séries tv

. teatro

. textos

. viagens

. viagens cinema

. todas as tags

.links
.participar

. participe neste blog

.MOUSELAND _ PATRÍCIA GOUVEIA
ARTES E JOGOS _ DIGITAIS E ANALÓGICOS
blogs SAPO
.subscrever feeds